Ideias de Ações Criativas

Algumas vezes, usar a criatividade pode ser a melhor forma de atingir as pessoas. Deixe-as curiosas e elas vão querer saber o que você está fazendo. Nós estamos falando de coisas sérias: uma crise global que já está fazendo a vida de muitas pessoas mais difícil. Como a criatividade pode ajudá-lo a contar sua história? Lembre-se: a ciência está do nosso lado então dedique algum tempo reunindo informações sólidas sobre sua região e use essa informação para apoiar sua ação. Continue lendo várias ideias para sua ação:

Coloque seu ponto no mapa:

  • Coloque o problema no centro: Existem impactos bastante reais e tangíveis no centro do problema para o qual estamos buscando soluções. Coloque esses problemas e impactos no centro do seu ponto, sejam incêndios florestais, plantações mortas, tornados, aumento do nível dos oceanos, etc. Você pode pintar essa imagem dentro do ponto ou escolher para a ação um lugar que fale sobre o problema. É a marca de uma enchente na parede? Costumava existir uma casa aqui? Havia uma plantação aqui?
  • Impactos materiais: Deixe o meio ser a mensagem. Forme “pontos” em locais públicos com materiais que transmitam a história de um impacto local. Leve gelo de uma geleira que está diminuindo para um lugar público e deixe-o derreter, forme uma mandala no centro da cidade com plantas que morreram, desenhe um enorme ponto negro em frente ao gabinete de um político usando carvão de um incêndio florestal ou leve terra seca pela estiagem para formar um ponto em um shopping center ou em um gabinete político. Reúna-se com membros das comunidades impactadas ao redor do ponto, tire uma foto e peça que alguém fale sobre a real situação.
  • Pontos de terra: Vá para um espaço impactado e crie um ponto com os materiais que você encontrar ali: raspe camadas de solo do leito de um rio seco para expor as diferentes cores das camadas de baixo ou crie pontos onde antes existiam geleiras. Em áreas propensas à seca, cerque um poço com baldes vazios, crie pontos ou mandalas com plantas que morreram devido às condições climáticas anormais, use folhas de árvores destruídas por um furacão para desenhar círculos ao redor do toco da árvore ou crie um ponto empilhando restos de uma casa.
  • Ponto Caça ao tesouro: Crie uma caça ao tesouro “Ligando os Pontos” e dê pistas às pessoas para que elas possam ligar os pontos das mudanças climáticas em sua comunidade local (por exemplo, postos de gasolina, fazendas orgânicas, veículos de comunicação, etc.) incentive-os a agir/ensinar em cada parada e faça com que todos se reúnam para uma grande ação final.
  • Fotos impactadas: Use fotografias para mostrar a cara humana das mudanças climáticas. Se você foi afetado pelas mudanças climáticas, pinte um ponto em algum lugar de seu corpo ou rosto e tire uma foto. Coloque essas fotos nos centros de seus pontos (podem ser imagens grandes ou pequenas: as fotos podem ser impressas a baixo custo em papel A4 e coladas lado a lado para formar imagens grandes usando o software livre PosteRazor ou participando do projeto INSIDE OUT) Talvez essas imagens possam ser  fixadas nos lugares dos impactos climáticos (por exemplo, em um muro parcialmente destruído por uma enchente, coloque dentro de um ponto a imagem em tamanho grande de uma família que costumava viver ali). Ou coloque esses pontos-fotografias em espaços públicos ou em cima de anúncios publicitários para inspirar discussões sobre o clima em sua comunidade e nos meios de comunicação.
  • Pontos Sujos: Conecte uma fonte de caos climático pintando um grande ponto negro em um pedaço de tecido e segurando-o em frente à causa da mudança climática (por exemplo, nos bancos que financiam a indústria carbonífera, fábricas poluentes, postos de gasolina) ou pinte um ponto diretamente na abominável instituição. Despeje uma poça de “óleo” ou use carvão para desenhar um grande ponto negro em frente aos bancos que financiam usinas termoelétricas ou na frente dos gabinete de políticos que aceitam dinheiro oriundo dos combustíveis fósseis.

Pontos humanos:

  • Pontos da comunidade: Junte-se a outras pessoas para formar um Ponto Humano. Todos vocês  podem vestir uma cor que represente um impacto climático local com uma bandeira redonda no meio ou cada um segurando algo (por exemplo, um pedaço de tecido ou cartolina pintada da mesma cor). Talvez você possa organizar um grupo para cercar fisicamente um ponto emblemático ou lugar que represente o problema local.
  • Flash Pontos: Chame pessoas para fazer um flash mob em um momento específico e se sentarem ou deitarem formando um círculo em frente à causa/solução ou ao sintoma das mudanças climáticas. Você pode fazer um “Freeze” Flash mobs em frente aos veículos de comunicação/gabinetes de políticos para destacar a falta de ação deles. Leve um cartaz com sua mensagem ou reúna participantes vendados com dinheiro marcado para mostrar como os meios de comunicação ou os políticos estão “cegos” e não enxergam a realidade das mudanças climáticas por causa do dinheiro que recebem da indústria dos combustíveis fósseis.

Eduque com os pontos:

  • Apresentação de fotos: Para eventos solidários ou em lugares das Américas que poderão acessar às fotos no dia em que forem publicadas, slide shows que mostram pontos ao redor do mundo podem ser um poderoso material educativo.
  • Festival de Energia Limpa “Cinco de Mayo”: “Cinco de Mayo” é uma importante comemoração da herança mexicana nos Estados Unidos – algumas pessoas na rede da 350 tiveram a ideia de usar esse dia para reunir-se com as comunidades e celebrar também um futuro de energia limpa!

Mais ideias de pontos: mostre os impactos, causas e soluções:

  • Movendo as águas: o aumento do nível dos mares está forçando alguns países a encararem uma evacuação completa enquanto a neve e a diminuição das geleiras está provocando a rápida diminuição de lagos e rios. Na terra ou na água use caiaques, pessoas, giz, pintura ou outras formas de mostrar onde a água deveria estar e onde chegará em breve ou para recriar uma ponte ou casa que foi levada pela correnteza.
  • Pontos com soluções: Não podemos esquecer de manter as soluções para a crise climática como parte desta história! Projetos criativos como: escolas flutuantes em áreas de enchentes, jardins nos telhados, incríveis pontos de luz, poços comunitários ou jardins circulares projetados para ajudar a compartilhar os aspectos positivos das mudanças culturais.
  • Pontos em cartazes:É simples, pegue um grande pedaço de tecido e pinte um ponto grande. No meio de seu ponto você pode pintar uma imagem do impacto ou escrever uma mensagem. Seja criativo na mensagem, você pode escrever “Isto é mudança climática”, “Basta!” ou “Isto é o que os subsídios aos combustíveis fósseis estão pagando”. Existe muito espaço para pensar uma mensagem política também.
  • Pontos de tecido gigantes: Costure pedaços de tecido para formar um ponto gigante (os tecidos podem ser pintados diluindo tinta a base d’água ou mergulhe o tecido nela). As pessoas podem formar um círculo ao redor do ponto e você pode tirar uma foto de cima. Você também pode pintar no ponto a imagem de um impacto climático local ou pintar uma mensagem como “Isto é mudança climática!”.
  • Pontos de lixo: Envolva catadores de papel ou grupos de escolas ambientais para criar pontos com lixo. Eles podem formar um ponto separando todo o plástico escuro e colocando-o em uma pilha cercada por itens limpos ou claros. Ou também podem criar um ponto com lixo e depois classificá-lo para reciclagem. Você pode ser ainda mais criativo e formar com o lixo uma imagem do que estava ou costumava estar ali.
  • Pontos de tradições: Quais são as tradições criativas de sua região que podem ser usadas para formar um ponto? Talvez técnicas de tecelagem, escultura, cerâmica ou de bordado  possam ser usadas para criar um ponto com materiais locais e destacar a importância da sabedoria tradicional e habilidades em sustentabilidade.
  • Ligue os pontos: Crie um mural ou desenhe com giz na calçada para que as pessoas se sintam convidadas a ligar os pontos para formar uma imagem (como na brincadeira de ligar os pontos). Forme grupos e tire fotos seguidas e transforme-as em uma animação stop-motion.
  • Ponto para telhados frescos: Pinte um grande ponto branco no telhado de um edifício ou escola para ajudar a mantê-lo fresco no verão. Tente tirar uma fotografia de cima.
  • Pontos de Pontilhismo: Use uma pintura feita com a técnica impressionista de pontilhismo para usar diversos pontos diferentes para formar uma só imagem.
  • Buracos negros: Crie um simbólico “buraco negro político” em frente a um gabinete para o qual grandes quantidades de dinheiro sujo são vertidas e nenhuma ação política para as mudanças climáticas é tomada.
  • Pontos de ciranda: Organize sua comunidade para circular uma área impactada com uma e para cantar uma ciranda.
  • Pontos GPS: Consiga que as pessoas se conectem a um GPS em diferentes locais para formar pontos e, dessa forma, quando conectados em um mapa, formem uma palavra ou uma imagem relacionada aos impactos.
  • Pontos musicais: Componha uma música sobre um impacto local (as partituras são séries de pontos). Veja mais sobre os alegres sons que o movimento climático criou aqui.
  • Pontos daltônicos: Você se lembra daqueles testes de daltonismo? Você pode usar esse conceito para fazer cartazes com pontos-comentários legais sobre as mudanças climáticas e como algumas pessoas se recusam a ver os impactos.